Tribunal vaticano apreendeu 12 milhões de euros em bens por lavagem

Cidade do Vaticano, 18 fev (EFE).- O Tribunal do Vaticano emitiu dez ordens cautelares de apreensão de bens por um valor de 12 milhões de euros entre 2013 e 2016 relativos a crimes relacionados com lavagem de dinheiro.

O promotor de Justiça vaticana, Gian Piero Milano, assim comunicou em seu relatório sobre a atividade de seu departamento em ocasião da inauguração neste sábado do ano judiciário da Santa Sé.

Milano informou sobre a emissão de 10 ordens cautelares de apreensão de bens por um valor de 11,2 milhões de euros entre 2013 e 2016 e destes 1,1 milhão de euros e US$ 960 mil no ano passado, relativos à luta contra a lavagem.

A este resultado, explicou o promotor em seu relatório, se chegou seguindo as normas introduzidas nos últimos anos para o contraste da lavagem de dinheiro.

Por crimes e lavagem foram em 2016 emitidos dois decretos de envio a julgamento e foram arquivados outas três ordens, enquanto há 17 casos abertos que estão em fase de investigação.

O promotor vaticano comunicou, além disso, a primeira sentença por um crime contra "o transporte além da fronteira de dinheiro".. EFE

ccg/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos