Corte de Gaza condena 6 palestinos à morte por colaborar com Israel

Gaza, 19 fev (EFE).- Um tribunal militar da Faixa de Gaza, controlada pelo movimento islamita Hamas, condenou à morte neste domingo seis palestinos acusados de colaborar com Israel, confirmou a Procuradoria Geral.

As sentenças foram emitidas tanto pela Corte Suprema como pelas instâncias de Justiça militar e três delas são definitivas, informou o procurador-geral em um breve comunicado.

Uma fonte do escritório de Justiça militar de Gaza explicou à Agência Efe que os seis palestinos foram condenados por "traição ao informar sobre militantes palestinos, o que provocou a morte de vários deles."

Segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato, outros sete prisioneiros, entre eles a esposa de um dos condenados à morte, foram "condenados por colaboração com a ocupação (Israel) a trabalhos forçados e a penas de prisão por diferentes períodos de tempos".

De acordo com a Lei Básica palestina, as sentenças de pena capital só podem ser executadas com a aprovação do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, que até o momento não ratificou nenhuma.

No entanto, o Hamas já praticou anteriormente estas execuções em Gaza sem a aprovação de Abbas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos