Governador do leste de Líbia proíbe mulheres de viajarem sozinhas

Trípoli, 19 fev (EFE).- O governador militar do Leste de Líbia, general Abdelrazik Al Nadoroi, emitiu neste domingo uma ordem que impede que todas as mulheres líbias menores de 60 anos viajem ao exterior sem a companhia de um homem de sua família.

Segundo a circular, divulgada por meios de comunicação locais, todos aqueles que transgridam o mandato, que entrou em vigor neste mesmo domingo, serão "severamente castigadas pela lei".

A proibição é igual a de outros países muçulmanos onde a lei islâmica ou Sharia é aplicada segundo uma interpretação literal e desviada do Corão, como a Arábia Saudita, onde rege o wahhabismo, germe da ideologia jihadista.

Al Nadori foi eleito governador militar das regiões do leste de Líbia pelo parlamento de Tobruk, única instituição que ainda mantém o reconhecimento legal da comunidade internacional e que agora é dominada pelo marechal Khalifa Hafter, homem forte do país.

Hafter, um antigo membro da cúpula militar que levou ao poder Muammar Kadafi e que anos depois, recrutado pela CIA, virou seu principal opositor no exílio, controla cerca de 60% do território líbio e as principais fontes petrolíferas da nação.

Repudiado por uma parte grande do país e apoiado pela Rússia, o enviado especial da ONU para a Líbia, Martin Kobler, disse à Agência Efe em entrevista semanas atrás que o marechal deve desempenhar um papel importante na Líbia unificada do futuro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos