Riad rejeita diálogo com Teerã e lhe acusa de ser "parte do problema"

Munique (Alemanha), 19 fev (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al Yubeir, afirmou neste domingo que o Irã "é parte do problema e não da solução" no Oriente Médio, e rejeitou dialogar com Teerã sem uma mudança fundamental por sua parte.

Al Yubeir fez estas declarações ao discursar na terceira e última jornada da Conferência de Segurança de Munique (MSC), centrada nos múltiplos conflitos do Oriente Médio, e da qual participaram também representantes de Irã, Turquia e Israel.

"Os iranianos falam de virar a página", declarou o ministro saudita, que considerou este passo impossível com a atual atividade iraniana em toda a região.

Segundo sua opinião, será "muito difícil" falar com Teerã se não mudar os "princípios" sobre os quais baseia seu regime, como o de exportar a revolução, pois isso ataca fundamentalmente à Arábia Saudita, ou o de envolver-se por todos os xiitas sem respeitar fronteiras.

"São necessários dois para ter uma boa relação", ponderou Al Yubeir, para ressaltar depois que a Arábia Saudita quer "ações" por parte de Teerã e não só boas palavras.

Neste sentido, instou o Irã a cessar toda atividade no Iêmen, onde não tem "nada que fazer", em relação ao apoio de Teerã aos rebeldes que querem derrubar o governo apoiado por Riad.

Em sua opinião, apenas a soma de pressão econômica, política e militar forçará os rebeldes do Iêmen a negociar.

Além disso, Al Yubeir chegou a sugerir que pode haver um acordo entre Estado Islâmico (EI) e Al Qaeda com o Irã para que estes dois grupos terroristas não tenham atentado nunca nesse país.

O ministro saudita se mostrou ainda "muito otimista" perante a chegada do novo governo americano e disse confiar que, em 2017, será possível solucionar algum dos desafios do Oriente Médio, como os conflitos no Iêmen e na Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos