PUBLICIDADE
Topo

Argentino que ameaçou assassinar membros de associação judaica é detido

24/02/2017 13h45

Buenos Aires, 24 fev (EFE).- Agentes da Polícia Federal da Argentina (PFA) detiveram um homem que fez ameaças por telefone contra integrantes da Associação Colégio Rabínico Atereth Tzvi, localizada na cidade de Buenos Aires, informaram nesta sexta-feira fontes oficiais.

As ligações foram registradas no último dia 7 de dezembro, quando o homem enviou mensagens de voz sem se identificar à sede da associação, nas quais ameaçava entrar no edifício com uma metralhadora para matar todos os seus membros.

A polícia iniciou uma investigação que permitiu aos agentes decifrar o número de origem da chamada, correspondente a Leonardo D.T., de 38 anos, que foi detido ontem em sua casa.

A ministra de Segurança, Patricia Bullrich, afirmou que não será permitido "gerar medo e incerteza": "Aqueles que amedrontarem a sociedade não sairão impunes", disse em comunicado.