Colômbia vive dia histórico com início entrega de armas das Farc, diz Santos

Bogotá, 1 mar (EFE).- O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, afirmou que a Colômbia vive nesta quarta-feira um dia histórico com o início do processo de entrega das armas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

"Hoje é um dia histórico para o país: as Farc dizem adeus às armas para trocar a violência pela reconciliação", escreveu Santos em sua conta no Twitter.

As Farc asseguraram ontem que nesta quarta-feira iniciarão a entrega de 30% de seu armamento à ONU como parte de seu compromisso com o acordo de paz assinado com o governo, embora não tenham seguido estritamente ao calendário fixado.

Além disso, os membros da guerrilha que participam do Mecanismo de Monitoração e Verificação (MMV) do cessar-fogo, no qual também há integrantes da polícia e da missão da ONU, começarão a entregar suas armas a partir de hoje.

A Missão da ONU na Colômbia confirmou que nesta quarta-feira iniciará o processo de verificação de entrega de armas das Farc, que será conduzido de maneira reservada com a guerrilha.

"A Missão começará a partir de amanhã (quarta-feira) a identificação e o registro de todas as armas presentes nos acampamentos das Farc nas 26 Zonas e Pontos Veredais", disse a Missão em comunicado.

O ministro do Interior, Juan Fernando Cristo, também enalteceu o início do processo de entrega de armas das Farc, que deve ser concluído no próximo dia 1 de junho, quando se completam os 180 dias estabelecidos para a desmobilização da guerrilha.

"Há cinco anos muitos assinalaram que as Farc jamais deixariam as armas. Hoje começam a fazê-lo com supervisão da ONU e terminarão em junho", afirmou Cristo em mensagem no Twitter.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos