Democratas pedem que Trump mantenha aliança contra tráfico de armas no México

Washington, 1 mar (EFE).- Um total de 25 congressistas democratas pediu ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que aumente os esforços para combater o tráfico de armas no México, assim como a parceria para enfrentar a corrupção governamental.

Em uma carta enviada a Trump no início da semana, mas divulgada nesta quarta-feira, eles pedem que o governo dos EUA mantenha a colaboração nos dois setores, apesar das tensões nas relações bilaterais após o anúncio da construção de um muro na fronteira.

A carta foi mandada pouco depois de o secretário de Estado, Rex Tillerson, e o secretário de Segurança Nacional, John Kelly, terem viajado na semana passada ao México para se reunir com representantes do governo do país vizinho.

Em declaração conjunta depois da visita, Tillerson e Kelly destacaram a importância de deter as armas de fogo ilegais e o dinheiro que são enviados dos EUA ao México.

Os congressistas citam dados do Escritório de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos que indicam que 70% das armas recuperadas no México procedem dos EUA.

"O presidente Trump e o governo declararam repetidamente que estão comprometidos com o tráfico de armas ao México. Estamos certamente dispostos a trabalhar com eles na legislação para deter o fluxo de armas na fronteira", disse a congressista Norma Torres, membro do Comitê de Relações Exteriores da Câmara dos Representantes.

"Como parte desses esforços, o governo também deve afinar nossa assistência em matéria de segurança no México para que esteja mais focada em combater a corrupção, o que foi um obstáculo importante na campanha do governo mexicano contra os narcotraficantes", completou Torres.

O democrata com o cargo mais elevado dentro do comitê, Eliot Engel, disse que a cooperação em matéria de segurança com o México mantêm os americanos a salvo.

"Os presidentes Barack Obama e George W. Bush claramente reconheceram isso, e simplesmente não podemos deixar de lado tantos anos de progresso bipartidário. Espero que a carta deixe claro ao governo Trump a necessidade de manter nossa associação de segurança com o México", disse Engel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos