Polícia faz buscas e apreende documentos em escritórios da Odebrecht no Chile

Santiago do Chile, 1 de mar (EFE).- Agentes da Polícia de Investigações do Chile apreenderam nesta quarta-feira vários documentos nos escritórios da Odebrecht no país, em uma operação que faz parte do caso comandado pela promotora Ximena Chong, que investiga doações ilegais a campanhas políticas.

As buscas ocorreram depois do acordo de colaboração assinado entre a Promotoria chilena e a Procuradoria-Geral da República do Brasil no dia 17 de fevereiro, quando houve uma reunião em Brasília com representantes dos nove países onde a empresa admitiu ter cometido atos de corrupção.

Agentes da Polícia de Investigação já tinham realizado uma operação de busca e apreensão nos três escritórios da construtora OAS em Santiago no início de fevereiro.

A operação também foi ordenada por Chong, que decretou a apreensão dos registros contábeis entre 2012 e 2015. Os documentos farão parte da investigação sobre a campanha presidencial de Marco Enríquez-Ominami em 2013.

A OAS também foi relacionada pela revista "Veja" à candidatura da atual presidente do Chile, Michelle Bachelet, que negou as acusações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos