Trump planeja assinar novo veto migratório nesta quarta-feira, diz imprensa

Washington, 28 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, planeja assinar, nesta quarta-feira, uma nova versão de seu veto migratório, onde introduzirá mudanças com relação ao anterior para evitar conflitos legais, informaram na terça-feira os veículos de imprensa locais.

De acordo com os jornais "The Wall Street Journal" e "The Washington Post", que citam fontes do governo sob condição de anonimato, o novo veto excluirá, ao contrário do primeiro, os cidadãos dos países afetados que tenham residência permanente nos Estados Unidos ou que já estejam em posse de um visto.

Além disso, o novo veto não entrará em vigor imediatamente, como aconteceu com o aprovado no final de janeiro, para evitar a situação de caos que provocou na ocasião.

Com seu primeiro veto migratório, Trump proibiu a entrada no país dos cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Iraque, Irã, Somália, Iêmen, Líbia, Síria e Sudão) durante 90 dias e suspendeu o programa de acolhimento de refugiados durante 120 dias ou, no caso dos sírios, de maneira indefinida.

Após uma semana de caos e confusão durante a qual o governo já fez algumas mudanças, um juiz suspendeu temporariamente o veto para estudar sua constitucionalidade, uma decisão mantida em seguida por um tribunal superior.

Diante da perspectiva de uma longa batalha legal, Trump optou por fazer uma revisão da medida anterior.

"Precisamos ser rápidos, por razões de segurança", disse recentemente o presidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos