Universidade do Canadá é esvaziada após ameaça de bomba contra muçulmanos

Toronto (Canadá), 1 mar (EFE).- As autoridades do Canadá esvaziaram nesta quarta-feira vários edifícios da Universidade de Concordia de Montreal após receber ameaças de bomba contra estudantes muçulmanos.

Os prédios foram esvaziados por volta das 11h30 locais (13h30 em Brasília). Duas horas e meia depois, a Polícia de Montreal informou que não tinha encontrado nenhum explosivo.

A Universidade de Concordia afirmou em comunicado que os prédios esvaziados serão reabertos ao público na noite de hoje e que aumentará a segurança no campus como a "medida de precaução".

A ameaça de bomba foi feita por uma organização denominada "Conselho Conservador de Cidadãos do Canadá", que cita que "agora que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está a cargo do sul da fronteira, as coisas mudaram".

Segundo a imprensa local, um comunicado do grupo afirmou que os estudantes muçulmanos da Universidade de Concordia têm "frequentemente discursos anticristãos e antijudeus".

Em janeiro, um estudante da Universidade Laval de Québec foi preso por ter cometido um atentado contra uma mesquita da cidade, matando seis pessoas e deixando outras oito feridas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos