EUA denunciam fracasso demonstrável de Bolívia e Venezuela em luta antidrogas

Washington, 2 mar (EFE).- Bolívia e Venezuela são, junto a Mianmar, os países do mundo onde existe um "fracasso demonstrável" na hora de implementar suas obrigações internacionais na luta antidrogas, segundo o relatório anual dos Estados Unidos sobre o narcotráfico no mundo.

Entre os maiores produtores e países de passagem de drogas do mundo estão também Colômbia, México, Costa Rica, República Dominicana, Equador, Peru, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, Nicarágua, Panamá e Belize, de acordo com o relatório, enviado nesta quinta-feira pelo Departamento de Estado ao Congresso americano.

O relatório, relativo a 2016, se baseia nas recomendações feitas pelo ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama em setembro, quando designou Bolívia, Venezuela e Mianmar como responsáveis por uma política fracassada na luta antidrogas nos 12 meses anteriores.

Embora essa denominação possa implicar em sanções dos Estados Unidos, a designação de Obama foi acompanhada neste caso de uma recomendação ao Congresso que não interrompesse a assistência econômica à Venezuela e Mianmar, porque são "de interesse nacional dos Estados Unidos", segundo o Departamento de Estado.

No caso da Bolívia, Obama não chegou a estimar que os Estados Unidos tenham em seu "interesse nacional" continuar a ajuda, por isso que a assistência que Washington proporciona a esse país se limita à humanitária e de luta contra o narcotráfico, que é mínima.

A lista dos 22 países que são os maiores produtores e zonas de passagem de drogas do mundo que aparece no relatório é idêntica à do ano passado, que se refere a 2015, e está composta por uma maioria de nações latino-americanas, além de cinco asiáticas: Afeganistão, Mianmar, Índia, Laos e Paquistão.

A principal novidade do relatório é a inclusão de Belize na lista dos principais países de origem de substâncias químicas precursoras que são usadas na produção de narcóticos ilegais.

Nessa lista aparece novamente Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Peru, República Dominicana e Venezuela, Reino Unido, Alemanha, Holanda, Bélgica, Tailândia e China.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos