Le Pen perde imunidade parlamentar por publicar fotos de execuções de EI

Bruxelas, 2 mar (EFE).- O parlamento Europeu (PE) entrou em acordo nesta quinta-feira para suspender a imunidade da eurodeputada e líder da extrema direita francesa, Marine le Pen, depois que esta publicou no Twitter fotografias de execuções do Estado Islâmico (EI), segundo confirmaram à Agência Efe fontes parlamentares.

O plenário da Eurocâmara, reunido em Bruxelas, respaldou os planos da Comissão de Assuntos Jurídicos desta instituição, que apoiou em reunião a portas fechadas na terça-feira a suspensão da imunidade por 18 votos a favor e 3 contra.

A Justiça francesa solicitou que o parlamento retirasse a imunidade de Le Pen em 2015, depois que a presidente da Frente Nacional compartilhou na rede social imagens das vítimas das execuções desta organização terrorista, como a do jornalista americano James Foley.

Concretamente, a Promotoria de Nanterre acusou Le Pen de "divulgação de imagens violentas", um crime castigado na França com penas de até três anos de prisão e 75 mil euros de multa.

A perda da imunidade parlamentar faz com que a francesa possa ser condenada por este crime, apesar de recuperar esta condição caso seja absolvida.

O parlamentar polonês Janusz Korwin-Mikke, que protagonizou ontem polêmicas declarações nas quais defendia a inferioridade das mulheres, advogou pelo adiamento da suspensão da imunidade de Le Pen até após o pleito francês, já que se não -afirmou- "conseguirá 100 mil votos a mais e ganhará as eleições".

"E se estiver presa, seguramente ganhará, porque estamos nos intrometendo nos processos internos da França", disse o polonês.

Após o voto da Comissão de Assuntos Jurídicos na terça-feira passada, a própria Le Pen declarou à emissora "France Info" que a aprovação de sua nomeação "demonstraria que as elites estão dispostas a pisotear o Estado de direito quando trata-se de pôr fora de jogo um de seus adversários políticos".

O PE já suspendeu a imunidade de Le Pen em julho de 2013 a pedido da Promotoria de Lyon, durante a instrução de um processo apresentado contra ela pelo Movimento contra o Racismo e pela Amizade entre os Povos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos