Senado dos EUA confirma Rick Perry como secretário de Energia

Washington, 2 mar (EFE).- O Senado dos Estados Unidos confirmou nesta quinta-feira o ex-governador do Texas, Rick Perry, como próximo secretário de Energia do governo de Donald Trump.

Com um resultado de 62 votos a favor e 37 contra, Perry chegará ao Departamento de Energia após estar à frente do estado com maior produção de hidrocarbonetos do país durante 15 anos (2000-2015).

Rick Perry, de 66 anos, foi um dos rivais de Trump nas primárias republicanas para obter a candidatura presidencial, mas se retirou prematuramente da disputa perante o baixo apoio que estava tendo nas pesquisas.

Trump se mostrou cético em várias ocasiões sobre os efeitos da mudança climática e está desmantelando muitas das proteções ambientais impulsionadas por seu antecessor, Barack Obama.

Além disso, uma de suas primeiras medidas ao chegar à Casa Branca foi desbloquear a construção de dois grande oleodutos que a Administração de Obama tinha paralisado, o Dakota Access e o Keystone XL.

"Estou comprometido a modernizar nosso arsenal nuclear, promover e desenvolver a energia americana em todas suas formas, avançar na fundamental missão científica e tecnológica, e cuidadosamente dispor de nossos resíduos nucleares", afirmou Perry durante suas audiências de confirmação.

Em um embaraçoso episódio durante um dos debates presidenciais das eleições primárias republicanas de 2012, nas quais também concorreu, Perry enumerou três agências federais que considerava desnecessárias naquela época. Mas se esqueceu da terceira, justamente o Departamento de Energia que agora vai dirigir.

Perry também foi artífice do chamado "milagre texano": regada pelos altos preços do petróleo dos últimos anos, a economia do estado despontou durante seu mandato em criação de emprego e atração de empresas mediante estímulos fiscais.

Casado e pai de dois filhos, o próximo responsável pelo Departamento de Energia deixou seu cargo de governador com 60% de popularidade, embora com a incerteza da redução dos preços do petróleo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos