Julgamento de herdeiro da Samsung na Coreia do Sul começará na próxima semana

Seul, 3 mar (EFE).- A primeira audiência do julgamento por corrupção envolvendo o herdeiro do grupo Samsung, Lee Jae-yong, será realizada em 9 de março em Seul, informaram nesta sexta-feira os veículos de imprensa sul-coreanos.

O vice-presidente da Samsung Electronics, de 48 anos, permanece detido desde 17 de fevereiro, acusado de ter autorizado apoio financeiro de sua companhia a Choi Soon-sil, conhecida como "Rasputina" por sua amizade com a presidente sul-coreana, Park Geun-hye.

Os promotores consideram que a Samsung fez doações de cerca de 36 milhões de euros (US$ 38 milhões) em troca do sinal verde do governo em um acordo de fusão de duas de suas filiais.

Lee será julgado por vários crimes como suborno, desvio e ocultação de ativos no exterior no Tribunal Central de Seul, que realizará uma audiência prévia na próxima quinta-feira.

Outros quatro altos executivos da companhia, que permanecem em liberdade, serão julgados junto a Lee, que não se sabe se comparecerá na próxima quinta-feira nesta primeira audiência, já que a lei não o obriga a isso.

Lee Jae-yong tomou as rédeas do grupo em outubro depois que seu pai, Lee Kun-hee, sofreu um infarto em maio de 2014 que o mantém hospitalizado e sem poder falar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos