Ofensiva no oeste de Mossul já deslocou mais de 57 mil civis

Bagdá, 5 mar (EFE).- Mais de 57 mil pessoas se deslocaram da parte ocidental da cidade de Mossul, no norte do Iraque, desde o início da ofensiva das forças iraquianas sobre a região, informou o Ministério de Migrações do país neste domingo.

O titular da pasta, Jassim Mohammed al Yaf, detalhou em comunicado que os funcionários do ministério receberam mais de 57 mil deslocados desde 19 de fevereiro, aos quais foram oferecidos alimentos e ajuda básica.

Além disso, destacou que o ministério colabora com o Exército e a Polícia, assim como com outros parceiros, para "prestar o melhor serviço aos deslocados e aliviar seu sofrimento", segundo a nota.

Al Yaf garantiu que o governo está preparado para receber 100 mil deslocados nos acampamentos habilitados e para oferecer a ajuda necessária.

O ministro de Migrações disse que 286 mil pessoas se deslocaram desde o começo da grande campanha militar para expulsar o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) da cidade de Mossul e de outras áreas no norte do Iraque, em outubro.

A Organização Internacional de Migrações (OIM) informou neste domingo que 45.714 pessoas fugiram dos combates no oeste de Mossul nos últimos nove dias.

A ONU calcula que pelo menos 245 mil pessoas fugiram da metade oeste de Mossul, onde cerca de 750 mil civis estariam reclusos nos bairros que o EI ainda controla na margem ocidental do rio Tigre. EFE

ah/vnm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos