Partido governante aprova reforma que possibilita governo de Abe até 2021

Tóquio, 5 mar (EFE).- O governamental Partido Liberal-Democrata (PLD) do Japão aprovou neste domingo o aumento para três do número de mandatos seguidos possíveis para um líder da legenda, uma reforma que permitiria um governo do primeiro-ministro Shinzo Abe até 2021.

A previsão era que o mandato de Abe como presidente do PLD, o segundo consecutivo desde 2012, finalizasse em setembro de 2018.

A reforma, aprovada durante um congresso do partido realizado em Tóquio, segundo a agência de notícias local "Kyodo", permitirá a Abe apresentar-se à reeleição no outono do próximo ano.

Até agora a política do partido estabelecia que um presidente não podia ser reeleito para um terceiro mandato consecutivo.

O atual primeiro-ministro japonês se transformou em 2015 no primeiro presidente do PLD a ser reeleito sem votação em 14 anos, uma mostra do amplo apoio do que goza dentro da legenda no poder após ganhar três eleições parlamentares.

Abe, de 62 anos, desempenhou seu primeiro mandato à frente do PLD entre 2006 e 2007, quando foi eleito pela primeira vez primeiro-ministro do Japão.

Seu segundo mandato à frente do partido começou em 2012, ano no qual voltou a se transformar em líder do país asiático.

Desde então revalidou ambos postos: internamente em 2015 e nas urnas nas eleições gerais de dezembro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos