Trump solicita ao Congresso investigação sobre suposto grampo telefônico

Washington, 5 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, solicitou ao Congresso uma investigação sobre as supostas escutas em suas conversas antes das eleições de 2016 e que determine se o governo de Barack Obama cometeu abuso de poder, informou neste domingo o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer.

"O presidente Donald J. Trump está pedindo que, como parte de sua investigação da atividade russa, os comitês de inteligência do Congresso apliquem sua autoridade de supervisão para determinar se os poderes de investigação do braço executivo foram abusados em 2016", afirmou Spicer em comunicado.

No sábado, o líder republicano acusou o ex-presidente Obama, sem oferecer provas, de ter ordenado a gravação de suas conversas na Trump Tower de Nova York antes das eleições de novembro do ano passado, o que o ex-presidente negou categoricamente.

Spicer ressaltou que "as informações sobre investigações potencialmente politicamente motivadas logo antes das eleições de 2016 são muito preocupantes", sem apresentar detalhes da origem destas.

Além disso, ressaltou que "nem a Casa Branca nem o presidente oferecerão mais declarações até que essa supervisão tenha sido levada a cabo".

Trump afirmou no sábado pela rede social Twitter que Obama é o responsável pelas gravações de suas conversas no edifício de Nova York que leva o nome do magnata, sede de sua campanha eleitoral.

"Terrível Acabo de saber que Obama tinha minhas linhas grampeadas na Trump Tower antes da vitória. Não encontrou nada. Isto é macartismo", disse o republicano no sábado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos