EUA suspendem programa Visa Interview Waiver e exigem reciprocidade em vistos

Washington, 6 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, suspendeu nesta segunda-feira um programa que eximia certos viajantes de fazer uma entrevista em pessoa para renovar seu visto, além de encarregar que sejam revisados todos os acordos com outros países para outorgar vistos de não imigrante, a fim de assegurar que são "recíprocos".

A ordem executiva sobre refugiados e imigrantes assinada hoje por Trump, que entrará em vigor no dia 16 de março, suspende o programa conhecido como "Visa Interview Waiver Program", que também tinha ficado paralisado pela primeira versão do veto migratório do líder, emitido em janeiro e bloqueado por um juiz federal.

Esse programa permite que certos viajantes, por sua idade, visto ou frequência em suas visitas ao país, não tenham que se submeter a uma entrevista para obter seus vistos de não imigrantes, algo que pode afetar estudantes, tripulantes de aviões, turistas e empresários de todo o mundo.

Trump solicita em sua ordem que o programa se ajuste a uma seção da lei migratória americana que "requer que todos os indivíduos que queiram obter um visto de não imigrante se submetam a uma entrevista em pessoa, com certas exceções específicas".

Além disso, a nova ordem executiva pede ao secretário de Estado, Rex Tillerson, que sejam revisados "todos os acordos de reciprocidade sobre (vistos de) não imigrante para assegurar que são verdadeiramente recíprocos" em termos de "período de validade e taxas".

"Se outro país não tratar os cidadãos dos EUA que pedirem vistos de não imigrante de forma verdadeiramente recíproca, o secretário de Estado ajustará o período de validade dos vistos, as taxas ou outros aspectos, para igualar o tratamento aos nacionais dos EUA por parte desse outro país, na medida em que seja praticável", indica a ordem.

O Departamento de Estado não apresentou mais detalhes sobre essa revisão de reciprocidade, que é anunciada quatro dias depois de o plenário do parlamento Europeu (PE) pedir a volta da exigência de visto aos cidadãos americanos.

O PE pediu na última quinta-feira à Comissão Europeia que seja adotada no prazo de dois meses a medida temporária de exigir vistos aos americanos, já que Washington ainda não garante um acesso sem necessidade de visto aos cidadãos de cinco países da União Europeia - Bulgária, Croácia, Chipre, Polônia e Romênia -, enquanto os americanos podem entrar nos 28 países do bloco sem esse requisito. EFE

llb/cs

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos