Schumer pede que Departamento de Justiça seja investigado sobre casso russo

Washington, 6 mar (EFE).- O líder democrata do Senado dos Estados Unidos, Chuck Schumer, pediu nesta segunda-feira uma investigação independente de maneira imediata por parte do inspetor geral do Departamento de Justiça sobre as supostas comunicações entre a equipe de Donald Trump e funcionários russos durante a campanha eleitoral de 2016.

Em carta publicada hoje, o democrata pede que inspetor geral do Departamento de Justiça americano, Michael Horowitz, apure se algum funcionário da Casa Branca tentou interferir na investigação federal sobre os contatos com a Rússia e se o procurador-geral dos EUA, Jeff Sessions, e o presidente Donald Trump discutiram o tema quando ambos se reuniram a portas fechadas no mês passado.

O senador também exigiu saber se os funcionários do Departamento de Justiça sofreram pressões da Casa Branca a respeito da investigação federal.

Além disso, Schumer quer estabelecer se a recusa de Sessions de incumbir-se do caso antes, após a revelação de sua reunião com o embaixador russo em Washington, a qual ocultou em suas audiências perante o Senado, foi inapropriada.

"Como inspetor geral, sua missão é detectar e dissuadir a má conduta, assim como investigar as supostas violações de leis criminais e civis por parte dos empregados do Departamento de Justiça", escreveu Schumer a Horowitz.

"Muitos fatos e perguntas preocupantes surgiram em relação ao papel da Rússia em nossas eleições e quanto à investigação desse papel por parte do governo federal", acrescentou o senador por Nova York.

Schumer também aludiu a uma série de perguntas relacionadas com o testemunho de Sessions perante o Comitê Judicial do Senado em janeiro, quando o ex-senador pelo Alabama garantiu que "não tinha comunicações com os russos".

Na semana passada, o jornal "The Washington Post" revelou que o próprio Sessions tinha se reunido de maneira privada com o embaixador russo em Washington, Sergey Kislyak, mas não tinha notificado perante nenhuma instância legislativa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos