Advogado apresenta habeas corpus para evitar prisão de ex-presidente peruano

Lima, 6 mar (EFE).- O advogado do ex-presidente do Peru Alejandro Toledo, apresentou nesta segunda-feira um habeas corpus para anular o mandado de prisão contra seu cliente, em que a Justiça determinou sua prisão preventiva de 18 meses, por supostamente ter recebido US$ 20 milhões em propinas da construtora Odebrecht.

Heriberto Benitez afirmou que Toledo, que deve estar nos Estados Unidos onde possui residência, voltará ao Peru se a ordem de prisão preventiva for cancelada.

O habeas corpus foi apresentado no Superior Tribunal de Justiça de Lima e o 41º Tribunal Penal de Lima terá um prazo de 24 horas para emitir uma decisão.

O advogado, um ex-congressista que foi associado a duas redes de corrupção investigadas pela Justiça peruana nos últimos anos, afirmou que pediu o habeas corpus com a conivência de Toledo.

O juiz Richard Concepción, titular do Primeiro Tribunal de Investigação Preparatória Nacional, foi quem emitiu o mandado de prisão pois Toledo não vive no país e não há garantias que se submeta ao processo de maneira voluntária.

Toledo é acusado de supostos crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro por supostamente receber propinas da Odebrecht no valor de US$ 20 milhões, para favorecer a empresa na licitação da Estrada Interoceânica do Sul.

As autoridades peruanas esperam que os EUA prendam Toledo para iniciar um processo de extradição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos