Fillon consegue apoio parcial de aliados centristas

Paris, 7 mar (EFE).- O candidato conservador à presidência da França, François Fillon, recuperou nesta terça-feira um apoio parcial do partido centrista União Democrata Independente (UDI), que no dia 1º de março suspendeu a participação em sua campanha eleitoral.

O partido tinha se reunido nesta terça-feira para avaliar a situação e afirmou ao término do encontro que valida o projeto político negociado para a França com o candidato, apesar de manter "um certo número de diferenças que a UDI defenderá".

O partido lembrou que na semana passada suspendeu sua participação na campanha de Fillon e solicitou outro candidato em meio às dúvidas sobre a capacidade do atual para desenvolvê-la devido à provável acusação pelos supostos empregos fictícios atribuídos a sua esposa a dois de seus filhos.

A UDI disse reconhecer a vontade de Fillon de manter a candidatura e a intenção de empreender iniciativas de aproximação em relação ao partido.

Nesta terça-feira, em um comício em Orleans, ao oeste de Paris, o candidato pediu "de forma solene e amistosa" a seus "parceiros centristas" que voltassem a se unir à campanha porque compartilham "os mesmos valores e objetivos".

A UDI disse em comunicado que está à espera das iniciativas anunciadas, mas destacou que seus integrantes são "aliados leais" do partido Os Republicanos e seguem respaldando essa aliança.

"À espera que se concretize a vontade de união expressada pelo candidato, o comitê executivo da UDI aprova o acordo eleitoral", afirmou o partido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos