EI recebe reforços na Síria, apesar do cerco

Cairo, 8 mar (EFE).- Pelo menos 150 jihadistas chegaram nesta quarta-feira à cidade de Al Raqqa, o principal reduto do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no norte da Síria, vindos de Deir ez-Zor e Hama, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os radicais chegaram à cidade pelo Rio Eufrates, que passa ao sul dela, e o atravessaram usando pontes flutuantes, detalhou a ONG. A entidade destacou que o EI ainda pode receber reforços em Al Raqqa, usando pontes e caminhos pela água, apesar de que sua "capital" estar rodeada por leste, oeste e norte pelas Forças Democráticas Sírias (SFD), aliança armada liderada por curdos e respaldada pelos Estados Unidos.

Há dois dias, as SDF interromperam a rota de abastecimento do EI entre Al Raqqa e Deir ez Zor, depois de reconquistar a última estrada que ainda era usada pelos radicais. Apoiadas pelos Estados Unidos, as forças estão cercando Al Raqqa na operação "Ira do Eufrates", que desde 6 de novembro tenta isolar o principal reduto do EI.

A agência de notícias oficial síria, "Sana", informou que dezenas de jihadistas do EI e da Frente da Conquista do Levante foram abatidos e feridos em combates com as forças governamentais nas províncias de Idlib e Hama. Enquanto, o Observatório disse que as forças do regime sírio continuaram avançando contra o EI no leste da província de Aleppo e controlaram dez localidades, montes e fazendas da região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos