Bombardeio perto de Al Raqqa deixa 14 civis mortos

Cairo, 9 mar (EFE).- Pelo menos 14 civis morreram nas últimas horas por conta de bombardeios de aviões que supostamente pertencem a coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, perto da cidade de Al Raqqa (Síria), controlada pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI), informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Entre os mortos no bombardeio, realizado na cidade de Al Matlab, há seis crianças e quatro mulheres, segundo o observatório, que afirmou que a maioria das vítimas faz parte da mesma família.

Além disso, foram relatados alguns feridos, mas a ONG não soube precisar seu número, embora tenha afirmado que vários deles estejam em estado grave.

Desde o início das operações da coalizão internacional, em setembro de 2014, morreram pelo menos 890 civis, entre eles 212 crianças, segundo uma apuração do observatório.

A ONG reiterou na última terça-feira pedido para a coalizão internacional que tenha o máximo de cuidado nos bombardeios em zonas urbanas como Al Raqqa, porque "não há justificativa" para matar civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos