EUA reconhecem esforços da ONU em casos de abusos sexuais por forças de paz

Genebra, 9 mar (EFE).- Os Estados Unidos reconheceram nesta quinta-feira os esforços realizados pelo Escritório de Direitos Humanos da ONU ao abordar as denúncias de abusos sexuais supostamente cometidos por integrantes de forças de paz em países africanos.

Isso implica tanto pessoal da organização, como soldados enviados por diferentes países, que não dependem das Nações Unidas, mas do país que os mobiliza.

"O Escritório do Alto Comissariado para os Direitos Humanos tem claramente um papel importante como parte dos esforços mais globais da ONU para encontrar uma solução para os casos de abuso e exploração sexual", disse o responsável da missão diplomática dos EUA na ONU em Genebra, Theodore Allegra.

O diplmata americano opinou que corresponde a esse órgão das Nações Unidas investigar as denúncias desse tipo, independentemente de se o suposto responsável é integrante ou não das forças de paz da ONU.

Allegra afirmou que em mais da metade de denúncias as vítimas eram crianças, uma situação que afeta a disciplina das unidades de manutenção da paz enviadas aos países afetados por conflitos.

Além disso, tais situações prejudicam a confiança das comunidades locais nessas forças de paz, acrescentou o diplomata.

"Quando os que deveríam proteger se transformam em autores (de um crime), isto afeta a credibilidade das missões de paz em todos os lugares, assim como a legitimidade da ONU", advertiu o representante americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos