Operação confisca mais de 2 mil armas brancas e 271 celulares em prisões

Rio de Janeiro, 9 mar (EFE).- Efetivos das Forças Armadas confiscaram mais de 2 mil armas brancas e 271 telefones celulares na primeira etapa da Operação Varredura nas prisões de todo o país, informou nesta quinta-feira o Ministério da Defesa.

A inspeção também permitiu a apreensão de 3.038 "objetos de posse proibida", como dinheiro e eletrodomésticos, segundo um comunicado do Ministério.

A operação, realizada entre 17 de janeiro e 3 de março, se concentrou em dez prisões de cinco estados diferentes - Amazonas, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul -, que solicitaram apoio das Forças Armadas depois dos massacres registrados no início do ano em três delas.

Desde o começo do ano, foram registradas mais de 130 mortes no interior de prisões no Brasil por confrontos entre facções rivais que disputam o controle do tráfico de drogas nos presídios.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, explicou que o objetivo da ação é "complementar a atuação dos órgãos de segurança pública neste momento de tensão".

Além disso, Jungmann indicou que "mesmo com a duração de um ano da Operação Varredura, é importante que as autoridades locais deem seguimento a ações desta natureza, tornando as vistorias algo permanente, incluindo a implementação de medidas preventivas contra o ingresso de material ilícito nos estabelecimentos prisionais".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos