Sobe para 31 as meninas mortas em incêndio em abrigo de menores na Guatemala

Guatemala, 9 mar (EFE).- Outras oito menores de idade morreram nesta quinta-feira após o incêndio ocorrido em um abrigo para menores na Guatemala, quando protestavam pelos abusos sexuais e físicos que sofriam, por isso que o número de vítimas mortais subiu para 30, enquanto outras 30 meninas seguem internadas, a maioria em estado grave.

Fontes hospitalares confirmaram aos meios de comunicação as oito mortes, que ocorreram durante a madrugada e manhã de hoje.

Segundo as primeira investigações, o incêndio foi provocado pelas próprias meninas na quarta-feira, quando colocaram fogo em colchões do abrigo, localizado no município de San José Pinula.

Supostamente, as menores tentavam protestar pelos abusos sexuais e físicos que sofrem no abrigo.

Embora as trabalhadoras do setor de mulheres tenham tentado apagar as chamas com vários extintores, o fogo se propagou rapidamente.

Um total de 41 feridas foram resgatadas em um primeiro momento, mas nove faleceram logo depois, enquanto sete morreram no hospital San Juan de Deus, para onde foram levadas 17, e quatro no Roosevelt, que recebeu 24 feridas.

As 30 que permanecem internadas estão, a maior parte, em estado grave, com queimaduras de segundo, terceiro e quarto grau, e só algumas puderam ser identificadas, por isso que as autoridades hospitalares pedem a colaboração das famílias.

O abrigo para menores esteve envolvido em polêmica desde o ano passado. Pelo menos 47 jovens fugiram desde então, o que levou à Secretaria da presidência encarregada da guarda e custódia a demitir então o diretor.

O centro, a cargo da Secretaria de Bem-estar Social, tem cerca de 748 menores (homens e mulheres), embora sua capacidade seja de 400, e perante esta tragédia o governo demitiu o diretor e decretou três dias de luto oficial.

Psicólogos e pessoal médico prestam atenção às famílias das vítimas mortais, assim como aos sobreviventes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos