Bombardeio contra mercado deixa pelo menos 16 mortos no Iêmen

Sana,10 mar (EFE).- Pelo menos 16 pessoas morreram e outras 17 ficaram feridas nesta sexta-feira por um bombardeio da coalizão árabe contra um mercado popular na cidade iemenita de Al Joja, localizada no litoral do Mar Vermelho, informou a agência "Saba", controlada pelos rebeldes houthis.

O número de vítimas pode aumentar devido ao fato de que há feridos em estado grave e de que os aviões da coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, continuavam sobrevoando a cidade, segundo a agência.

O ataque foi dirigido contra um mercado popular que se encontra na entrada sul da cidade, que está sob o domínio dos houthis, detalhou a emissora de televisão "Al Masira", que mostrou imagens de corpos calcinados.

Os aviões da coalizão árabe também realizaram duas incursões contra o quartel de Abu Moussa al Ashaari, um importante centro dos rebeldes houthis nesta cidade.

Al Joja que é uma das localidades turísticas mais destacadas no litoral do Iêmen, se encontra a cerca de 160 quilômetros do porto Al Hadidya no extremo sul da província com o mesmo nome.

As forças do presidente reconhecido internacionalmente, Abdo Rabbo Mansour Hadi, conta com o apoio da coalizão árabe em sua luta contra os rebeldes houthis, que apoiam o ex-presidente Ali Abdullah Saleh.

No último dia 23 de janeiro, as tropas de Hadi recuperaram o porto e a cidade de Al Moja, situados cerca de 20 quilômetros ao sul de Al Joja, para onde se retiraram os houthis e outras milícias aliadas a Saleh após terem sido derrotados em duros combates que se prolongaram por vários dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos