Juiz revoga liberdade sob fiança da esposa de autor de massacre de Orlando

Miami (EUA), 10 mar (EFE).- Um juiz federal dos Estados Unidos revogou nesta sexta-feira a ordem de liberdade sob fiança para Noor Salman Mateen, viúva de Omar Mateen, autor do massacre que matou 49 pessoas em junho de 2016 em uma boate gay de Orlando, nos Estados Unidos.

O juiz de distrito do centro da Flórida, Paul Byron, anulou hoje a decisão de outra magistrada de outorgar liberdade por meio de pagamento de fiança a Noor Salman Mateen enquanto se inicia o julgamento contra ela pelas acusações de colaboração, cumplicidade e obstrução à Justiça.

No início de março, a juíza federal de Oakland, Donna Ryu, ordenou a liberdade sob fiança de US$ 500.000 a Noor Salman Mateen, que estava vivendo com sua mãe antes da detenção.

O juiz Byron considerou que essa é uma decisão que "minimiza" o conhecimento admitido pela acusada, a quem antes do tiroteio Omar Mateen perguntou: "Seria tão ruim se uma boate fosse atacada?".

"Foi uma declaração feita por uma pessoa que ela sabia que apoiava organizações terroristas, que ela tinha visto vendo vídeos violentos de recrutamento do Estado Islâmico (EI)", frisou Byron.

No último mês de janeiro, Noor Salman Mateen se declarou inocente das acusações que pesam sobre ela e negou que conhecesse os planos criminosos de seu marido.

A procuradoria, por outro lado, garantiu que ela estava ciente dos planos de seu marido, e também a acusou de mentir para a polícia da Flórida para prejudicar a investigação.

Omar Mateen, um guarda de segurança que tinha jurado lealdade ao EI, entrou armado com um fuzil de assalto e uma pistola automática na boate Pulse e, após matar 49 pessoas, foi morto pela polícia no local do massacre.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos