Macri reconhece que a pobreza na Argentina é "altíssima"

Buenos Aires, 10 mar (EFE).- O presidente da Argentina, Mauricio Macri, reconheceu nesta sexta-feira que a pobreza no país é "altíssima", depois de um relatório divulgado ontem ter revelado que 13 milhões de pessoas - 32,9% da população, está nesta situação.

"Deixamos de esconder nossos problemas, começando pelo mais importante, que é o altíssimo nível de pobreza. Mais de um argentino em cada três está nessa situação", reconheceu Madri durante uma visita a uma feira agroindustrial na cidade de San Nicolás.

"Ignoramos o que ocorria em nossa realidade", destacou o presidente, em referência às questionadas estatísticas oficiais divulgadas durante os governos de Néstor e Cristina Kirchner.

A Universidad Católica Argentina publicou um relatório ontem informando que a pobreza urbana no país cresceu para 32,9% nos dez primeiros meses do governo de Macri. Além disso, 2,7 milhões de pessoas (6,9% da população) estavam em situação de miséria no terceiro trimestre do ano passado.

O presidente afirmou que o governo deve estar perto de todos os que precisam para dar ferramentas para que eles progridam e pediu que, ao fim de seu mandato, o primeiro ponto analisado seja se ele teve "sorte ou êxito" em reduzir a pobreza.

Por outro lado, Macri comemorou que "após cinco anos de mentiras, o país está a cinco meses consecutivos crescendo".

Após percorrer a exposição, Macri destacou sua boa relação com o setor rural argentino, alvo de algumas das políticas que colocou em prática assim que chegou ao poder, como a eliminação de impostos sobre as exportações de grãos.

"Acredito profundamente que o campo é o grande motor que a Argentina tem. Temos que respeitar também as economias regionais porque esse era um imposto que atrapalhava a todos", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos