Xi propõe erguer "grande muralha de ferro" em conflituosa região de Xinjiang

Pequim, 10 mar (EFE).- O presidente da China, Xi Jinping, propôs nesta sexta-feira levantar uma "grande muralha de ferro" para estabilizar a região autônoma de Xinjiang (noroeste), frequente foco de conflitos entre a minoria muçulmana uigur e a han, majoritária no país.

O líder fez estas declarações durante um encontro com a delegação dessa região que participa nesta semana do plenário anual da Assembleia Nacional Popular (Legislativo) em Pequim, informou a agência oficial "Xinhua".

Xinjiang, disse Xi, é uma importante "barreira de segurança" para a China por sua posição estratégica, por isso que, acrescentou, salvaguardar a estabilidade e governar bem esse território é crucial para o país.

O comissário de Estado para a luta antiterrorista e a segurança da China, Cheng Guoping, considerou, em declarações publicadas hoje pelo jornal oficial "China Daily", que os separatistas islamitas de Xinjiang são a ameaça "mais proeminente" para o gigante asiático.

Pequim costuma vincular os conflitos vividos recorrentes na região de Xinjiang com grupos separatistas como o Movimento do Turquestão Oriental (ETIM, sigla em inglês) que, para as autoridades chinesas, estão sob influência jihadista.

No entanto, grupos de uigures no exílio culpam a repressão que afirmam sofrer por parte do regime comunista por uma violência que se estendeu a outras partes da China nos últimos anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos