Chanceler venezuelana diz que declarações de Nunes são "insolentes"

Caracas, 11 mar (EFE).- A chanceler da Venezuela, Delcy Rodríguez, classificou neste sábado como "insolentes" as declarações do novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes, que afirmou que o país vizinho já se tornou uma ditatura.

"É repudiável e desprezível que um funcionário da ditatura do Brasil pretenda emitir um julgamento sobre a vigorosa democracia venezuelana", afirmou Rodríguez em sua conta no Twitter.

Em outra mensagem, a chefe da diplomacia Venezuelana acusou Nunes de trair o Brasil e estar "ao serviço das oligarquias golpistas e corruptas que atacam o povo".

O novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, que assumiu o cargo nesta semana, foi questionado pelo jornal "O Estado de S.Paulo" se considera a Venezuela uma ditadura.

"Acredito que sim. No meu ponto de vista, sim".

Na mesma entrevista, Nunes admitiu as dificuldades dentro do Mercosul para aplicar a carta democrática do bloco contra a Venezuela pelas dúvidas que sua eficácia geraria.

"Esse é um assunto que, no momento, não temos condições políticas de resolver no âmbito do Mercosul. Todos concordam que há muito tempo desbordou a normalidade democrática. Mas há dúvidas quanto à eficácia dessa decisão", disse Nunes ao "Estadão".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos