Número de mortos no duplo atentado de Damasco sobe para 59

Cairo, 11 mar (EFE).- O número de mortos no duplo atentado cometido neste sábado contra ônibus de peregrinos xiitas, grande parte deles iraquianos, que estava estacionado em frente a um cemitério na região central de Damasco, capital da Síria, subiu para 59, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As duas explosões ocorreram na região do cemitério de Bab al Saghir, no centro histórico de Damasco, provocando a morte de 47 peregrinos e 12 membros das forças de segurança leais ao presidente do país, Bashar al Assad, segundo a ONG.

O Observatório explicou que uma das bombas explodiu primeiro perto da entrada do cemitério, ao lado do estacionamento, onde havia nove ônibus. Depois, um suicida detonou o colete com explosivos que carregava dentro do local.

O número de mortos pode subir nas próximas horas, segundo o Observatório, porque vários feridos estão em estado grave. O governo da Síria informou inicialmente que mais de 40 pessoas tinham falecido no ataque, o mais grave em Damasco em um ano.

Nenhum grupo terrorista reivindicou o ataque por enquanto. Apesar disso, o regime de Al Assad acusou os jihadistas do Estado Islâmico e a antiga filial da Al Qaeda no país em comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores.

Os peregrinos xiitas tinham viajado para Damasco para visitar os locais sagrados da cidade, informou o Ministério das Relações Exteriores do Iraque em nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos