Promotor de Nova York desafia ordem de Trump e resiste a apresentar renúncia

Nova York, 11 mar (EFE).- Desafiando uma ordem do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o promotor federal do Distrito Sul de Nova York, Preet Bharara, está resistindo a apresentar sua renúncia, informou neste sábado a imprensa local.

Bharara foi um dos 46 promotores federais nomeados pelo ex-presidente Barack Obama e que ontem tiveram a renúncia exigida pelo Departamento de Justiça. Eles são os últimos a permanecer nos cargos, já que os demais já tinham renunciado após a chegada do empresário republicano à Casa Branca.

A troca dos promotores federais é algo habitual quando há uma mudança na presidência, sobretudo se há alteração do partido no poder, mas Bharara estava em uma situação particular.

Em novembro do ano passado, quando já estava eleito, mas ainda não tinha assumido o cargo, Trump pediu ao promotor que continuasse depois de sua posse, uma proposta aceita por Bharara.

Enquanto outros promotores foram anunciando suas saídas após a ordem do novo governo, Bharara se mantém em silêncio e os porta-vozes do Distrito Sul de Nova York se recusam a comentar.

Por enquanto, o promotor não cedeu e não deve apresentar a renúncia ao longo do final de semana, informou hoje o "The New York Times", citando conversas que Bharara teve com seus colaboradores. Já a "CNN" disse que ele está decidido a não renunciar e que vai forçar o Departamento de Justiça a demiti-lo.

O promotor se reuniu em novembro na Trump Tower com o presidente e explicou aos jornalistas o pedido para que continuasse no cargo. Segundo Bharara, o novo secretário de Justiça dos EUA, Jeff Sessions, também solicitou que ele seguisse no Distrito Sul.

Por enquanto, não se sabe porque Trump e Sessions mudaram de ideia. A imprensa local especula como razão os intensos confrontos entre o governo e o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, padrinho político de Bharara.

A Promotoria do Distrito Sul de Nova York é responsável por várias regiões da cidade, incluindo Manhattan. O escritório de Bharara lida com casos de terrorismo internacional, narcotráfico e fraudes nas bolsas de valores em Wall Street.

O promotor recebeu nos últimos anos muita atenção do país pela luta contra a corrupção. Vários líderes democratas de Nova York foram presos após ações de Bharara.

Atualmente, a equipe do promotor trabalha em um caso contra um colaborador do governador de Nova York, o democrata Andrew Cuomo, e em uma investigação sobre pessoas ligadas ao prefeito da cidade, o também democrata Bill de Blasio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos