Turquia diz que vetar comício em Roterdã deixa líder da extrema-direita feliz

Istambul, 11 mar (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlüt Cavusoglu, afirmou neste sábado que o veto da Holanda a um comício que seria realizado hoje em Roterdã deixou feliz o candidato da extrema-direita do país, Geert Wilders.

"A Holanda tomou essa decisão. Faz Wilders feliz. É o que ele queria e o que pode ver nas redes sociais. É a mesma mentalidade, a mesma cabeça, o mesmo fascismo", disse o chefe da diplomacia turca aos jornalistas no aeroporto de Istambul.

As autoridades da Holanda proibiram a aterrissagem do avião de Cavusoglu por "motivos de segurança pública".

O ministro iria realizar um comício em Roterdã hoje para cidadãos turcos residentes no país, para fazer campanha a favor do "sim" no referendo constitucional que a Turquia organizará na quinta-feira.

Cavusoglu tentou negociar com o chanceler para realizar o comício depois das eleições na Holanda na próxima quarta-feira e assim não complicar a campanha contra Wilders, mas não obteve garantias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos