Enviado de Trump afirma que EI perdeu 65% das áreas controladas no Iraque

Bagdá, 12 mar (EFE).- O enviado especial para a coalizão internacional antiterrorismo dos Estados Unidos, Brett McGurk, afirmou neste domingo, em Bagdá, que o grupo Estado Islâmico (EI) perdeu 65% dos territórios que controlava no Iraque.

Em entrevista coletiva na embaixada dos EUA em Bagdá com o primeiro-ministro do Iraque, Haider al Abadi, McGurk disse que essas áreas correspondem a 50 mil metros quadrados e que os jihadistas não conseguiram recuperar essas regiões.

"A coalizão internacional cortou totalmente as provisões e suspendeu o transporte de petróleo, assim como outras fontes de financiamento do EI", afirmou o enviado do presidente Donald Trump.

Além disso, McGurk destacou que a aliança entre Washington e Bagdá vai além da guerra contra o EI e anunciou que Al Abadi visitará os EUA na próxima semana para se reunir com Trump.

Segundo McGurk, a coalizão apoiou o Iraque para recuperar a estabilidade nas zonas liberadas do grupo jihadista e trabalha atualmente para eliminar as minas instaladas nessas regiões.

O enviado de Trump também elogiou a missão das tropas iraquianas na cidade de Mossul, o último reduto dos radicais, onde garantiu que a ofensiva se desenvolve de forma bem-sucedida.

McGurk também revelou que Trump autorizou o secretário de Defesa dos EUA a renovar a campanha americana contra o EI e que um novo plano foi traçado, sem dar mais detalhes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos