Fillon recebeu ternos de presente avaliados em 48.500 euros, diz revista

Paris, 12 mar (EFE).- O candidato conservador à presidência da França, François Fillon, investigado por suposto desvio de recursos, recebeu ternos de presente no valor de 48.500 euros desde 2012, dos quais 35.500 euros foram pagos com dinheiro, informou neste domingo a revista "Le Journal du Dimanche (JDD)".

Um "amigo generoso" lhe presenteou dois ternos no valor de 13 mil euros nos dias 9 e 10 de fevereiro, menos de 15 dias depois que a publicação "Le Canard Enchaîné" revelou os supostos empregos-fantasma de sua mulher, Penelope, assegurou o "JDD", que questionou a identidade desse "mecenas".

A exclusiva loja parisiense que costuma vestir o ex-primeiro-ministro, Arnys, é especializada em roupas feitas sob medida e não quis se pronunciar sobre esta última informação.

O entorno do candidato, por sua vez, nega a informação em parte: "É verdade que um de seus amigos lhe ofereceu roupas em fevereiro. Não tem nada de reprovável, mas a afirmação de que alguns ternos teriam sido pagos com dinheiro é totalmente extravagante".

"Nenhuma casa séria aceita que tais quantidades sejam pagas com dinheiro. Nos perguntamos até onde chegarão essas intromissões mal-intencionadas em sua vida privada", afirmaram as fontes próximas a Fillon.

Esta informação chega a poucos dias de sua provável acusação judicial, que deve acontecer nesta quarta-feira, por desvio de recursos, mas o candidato se mantém firme em sua corrida à presidência e garantiu que não cogita renunciar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos