Grupo ligado à Al Qaeda reivindica autoria de atentado que matou 74 na Síria

  • Omar Sanadiki/Reuters

    Praça em Damasco, capital da Síria, ficou cheia de sangue após atentado neste sábado (11)

    Praça em Damasco, capital da Síria, ficou cheia de sangue após atentado neste sábado (11)

A Frente da Conquista do Levante --grupo armado criado em torno do antigo braço da Al Qaeda na Síria, a Frente al Nusra-- reivindicou neste domingo (12) a autoria do duplo atentado ocorrido neste sábado (11) no centro de Damasco, que, segundo ativistas, deixou 74 mortos.

Em comunicado divulgado por meio do aplicativo de celulares Telegram, a aliança afirmou que dois de seus combatentes atacaram concentrações de "milícias iranianas" e de membros da Defesa Nacional --grupos paramilitares sírios leais ao governo de Damasco-- na cidade.

O OSDH (Observatório Sírio de Direitos Humanos) elevou hoje para 74 o número de mortos (54 peregrinos iraquianos e 20 membros governamentais) no duplo atentado contra um estacionamento em frente ao cemitério de Bab al Saghir, no centro histórico da capital síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos