Maduro diz que há "campanha internacional" contra o papa Francisco

Caracas, 12 mar (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse neste domingo que há uma "campanha internacional" contra o papa Francisco por parte dos "poderes do mundo" e pediu que os católicos rezem e apoiem o pontífice.

"Vimos nesses últimos dias a campanha internacional contra o papa porque ele está dizendo grandes verdades ao mundo", disse Maduro em seu programa dominical na televisão.

"Alerta aos católicos do mundo: oremos pelo papa Francisco e o apoiemos. Assim também é na Venezuela, onde não temos papas na língua para dizer as verdades", completou Maduro.

O governo da Venezuela disse em reiteradas oportunidades que o papa Francisco segue querendo acompanhar o diálogo político no país. O Vaticano participou como mediador nas conversas que foram realizadas no ano passado entre a situação e a oposição.

No último dia 24 de outubro, o pontífice e Maduro conversaram no Vaticano, um encontro que ocorreu antes do enviado do papa à Venezuela, monsenhor Emil Paul Tscherrig, anunciar o início do diálogo entre o governo e a Mesa da Unidade Democrática (MUD).

Sobre o encontro, a Santa Sé disse em comunicado que a reunião ocorreu "no marco da preocupante situação de crise política, social e econômica que a Venezuela está atravessando".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos