Número de meninas mortas em tragédia na Guatemala sobe para 40

Cidade da Guatemala, 12 mar (EFE).- O número de meninas mortas no incêndio registrado na última quarta-feira no Lar Virgem da Assunção, na Guatemala, subiu para 40 neste domingo.

O diretor do Hospital Roosevelt, Carlos Soto, disse que durante a madrugada uma das feridas não resistiu à gravidade das queimaduras e faleceu. Outras dez meninas já tinham morrido na unidade.

De acordo com as autoridades, 19 crianças morreram na quarta-feira por intoxicação com monóxido de carbono no interior da instituição, que está sob a responsabilidade da Secretária de Bem-Estar Social da presidência da Guatemala. Outras 11 morreram devido às queimaduras no Hospital Geral San Juan de Deus.

Em sua conta oficial no Twitter, o diretor do Hospital Roosevelt informou hoje que outras duas feridas estão em estado grave e respirando por aparelhos. Quatro meninas continuam estáveis e outras cinco receberam alta.

Ontem, outra sobrevivente do incêndio morreu no mesmo hospital.

Quatro das adolescentes que foram retiradas com vida da instituição foram levadas na noite de ontem em um avião-ambulância para um hospital em Galvestón, no Texas, nos Estados Unidos.

O presidente da Guatemala, Jimmy Morales, assumiu a responsabilidade do governo pela tragédia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos