Palestino é morto após esfaquear dois policiais israelenses em Jerusalém

Jerusalém, 13 mar (EFE).- Um palestino foi morto na madrugada desta segunda-feira após esfaquear dois policiais de fronteira israelenses em um dos acessos à Cidade Antiga de Jerusalém, em território ocupado, informaram fontes oficiais de Israel.

O ataque aconteceu pouco depois das 4h (horário local, 23h de domingo de Brasília) quando o indivíduo, um jovem palestino, estacionou seu carro perto da muralha e avançou até o Portão dos Leões, um dos mais utilizados pelos muçulmanos para entrar na Esplanada das Mesquitas, e onde sempre há presença policial que controla as entradas.

O agressor sacou uma faca e apunhalou pelas costas dois dos policiais, que ficaram feridos de forma "entre leve e moderada", segundo a porta-voz policial Luba Samri.

"Os policiais lutaram contra ele e rapidamente um deles conseguiu escapar, apontar sua arma e neutralizá-lo", explicou esta porta-voz, que identificou o agressor como um jovem de 25 anos de Jabal Mukaber.

Em outubro de 2015 se iniciou uma onda de ataques de palestinos contra israelenses, em sua maioria com armas brancas, que custou desde então a vida de 42 israelenses e quatro pessoas de outras nacionalidades.

Nesse período também morreram 250 palestinos e um jordaniano, mais de dois terços deles em ataques ou supostos ataques contra israelenses e os demais em manifestações violentas e enfrentamentos com as forças de segurança israelenses.

O último incidente deste tipo aconteceu no último dia 1º de março, quando um palestino entrou no assentamento de Tene Omarim, no sul da Cisjordânia, e esfaqueou um colono.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos