Casa Branca divulga informações de imposto de renda de Trump

Washington, 14 mar (EFE).- A Casa Branca informou nesta terça-feira que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pagou US$ 38 milhões em impostos sobre uma receita superior a US$ 150 milhões em sua declaração de renda em 2005.

O governo quis se antecipar à emissora "MSNBC", que na tarde de hoje obteve uma parte do imposto de renda do presidente e chegou a divulgar trechos do documento em um programa ao vivo.

"Você sabe que alguém está desesperado por audiência quando está disposto a quebrar a lei para promover um tema sobre duas páginas de uma declaração de impostos de uma década", disse a Casa Branca em comunicado, em referência à matéria do "MSBC".

Trump rompeu durante a última campanha eleitoral uma tradição cumprida por todos os candidatos à presidência nas últimas quatro décadas de publicar suas declarações de imposto de renda como mostra de transparência para o eleitorado.

O então candidato foi adiando a publicação de suas declarações durante semanas com a desculpa de que elas estavam sendo auditadas, mas acabou não divulgando os documentos posteriormente.

Semanas antes das eleições, o jornal "The New York Times" publicou a declaração de renda de Trump, constatando que o agora presidente conseguiu evitar o pagamento de impostos federais durante duas décadas após apresentar US$ 916 milhões em perdas.

No comunicado, a Casa Branca defendeu que, antes de ser presidente, Trump foi "um dos empresários mais bem-sucedidos do mundo" e que tratou de "não pagar mais impostos que os legalmente exigidos".

A Casa Branca lembrou que em 2005 o setor de construção civil, o principal negócio de Trump, sofreu uma "desvalorização de grande escala". Por isso, o presidente pagou 25% em impostos, uma taxa inferior à correspondente por suas receitas no ano.

Além dos conteúdos dos documentos vazados, o governo acusou a imprensa de ser "desonesta" e alertou que é "totalmente ilegal roubar e publicar declarações de renda".

A declaração de Trump divulgada pela "MSNBC" foi obtida por David Johnston, um jornalista investigativo que venceu o Prêmio Pulitzer, o principal do jornalismo dos EUA, em 2001.

Johnson disse que a cópia da declaração chegou por correio de forma anônima e cogitou que o vazamento tenha sido feito por pessoas do círculo próximo de Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos