Chadiano Mahamat toma posse como presidente da Comissão da União Africana

Adis-Abeba, 14 mar (EFE).- O ex-ministro de Relações Exteriores do Chade Moussa Faki Mahamat tomou posse como presidente da Comissão da União Africana (UA) nesta terça-feira, em cerimônia realizada na sede da organização na capital da Etiópia, Adis-Abeba.

O diplomata chadiano foi eleito para ocupar o cargo executivo mais importante da UA na passada cúpula da organização, realizada em janeiro, em substituição da antiga presidente da Comissão, a sul-africana Nkosazana Dlamini-Zuma.

Chefes de Estado e do governo de vários países africanos assistiram ao ato, entre eles o presidente de Uganda, Yeweri Museveni, seu colega etíope, Mulatu Teshome, e o presidente de Guiné, Alpha Condé, que desempenha neste ano a presidência rotatória da UA.

"A África enfrenta vários desafios", disse hoje Mahamat em seu discurso de posse.

Mahamat citou entre os problemas a abordagem dos conflitos que castigam vários países africanos, a emigração dos jovens pela falta de oportunidades e o terrorismo, e prometeu trabalhar "imediatamente" para resolvê-los.

"A crise de fome que está devastando uma grande parte da África é uma grande humilhação para nós", acrescentou o novo presidente da UA.

Além disso, Mahamat se comprometeu a fazer todo o possível para conseguir que os países do continente tenham uma posição comum em assuntos de segurança global, mudança climática e desenvolvimento, de modo que África possa começar a ser incluída entre os grandes atores da cena política internacional.

Neste sentido, o que ex-chanceler do Chade proclamou sua intenção de trabalhar para que a África consiga uma representação "justa" no Conselho de Segurança da ONU.

Outra de suas prioridades será impor o mérito e a ética de trabalho como critérios de seleção do pessoal da UA, entre o que afirmou que não tolerará a ineficácia ou qualquer comportamento que "danifique a imagem da União e defraude as expectativas de seus Estados-membros".

Mahamat venceu a votação para a presidência à ministra de Relações Exteriores queniana, Amina Mohammed, e liderará a organização pan-africana durante os próximos quatro anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos