Líder democrata critica indicado por Trump ao Supremo dos EUA

Washington, 15 mar (EFE).- O líder da minoria democrata no Senado dos EUA, Chuck Schumer, acusou nesta quarta-feira o juiz Neil Gorsuch, indicado pelo presidente Donald Trump para ser um dos magistrados do Supremo do país, de se alinhar com os interesses das empresas e deixar de lado os cidadãos.

As audiências de confirmação de Gorsuch para chegar ao máximo tribunal começarão na semana que vem, por isso que Schumer quis ressaltar suas medidas "alinhadas com a direita" durante sua carreira como juiz federal.

"O juiz Gorsuch pode atuar como um juiz neutro e acalmado, mas quando olhamos seu histórico e sua carreira, se alinhou com a direita, colocando-se do lado das empresas e da agenda dos interesses especiais", afirmou o senador por Nova York.

O legislador democrata argumentou que a Suprema Corte é muito "pró coorporativa" e acrescentou que Gorsuch a inclinaria ainda mais.

"Como disse antes, nós no Senado temos uma responsabilidade especial para julgar se este candidato, o juiz Gorsuch, inclinará a balança na Corte a favor dos grandes negócios e aos poderosos interesses especiais acima dos americanos comuns", disse Schumer.

O senador mostrou para isso informações do jornal "The New York Times" que apontam conexões de Gorsuch com o multimilionário Philip F. Anschutz.

Como advogado, Gorsuch trabalhou para Anschutz, que então pressionou o governo de George W. Bush para que nomeasse Gorsuch como juiz federal de apelações.

Anschutz é doadora da Fundação Heritage, de corrente conservadora, e da Sociedade Federalista, duas das organizações que assessoraram Trump em sua longa lista de candidatos à vaga da Suprema Corte, entre os quais o líder elegeu precisamente Gorsuch.

Há mais de um ano que o Alto Tribunal conta com um juiz a menos, oito dos nove que o compõem, depois da morte do magistrado Antonin Scalia.

Durante meses, os republicanos se negaram a submeter à votação o indicado proposto pelo então presidente Barack Obama, Merrick Garland, a quem sequer concederam audiências.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos