Irã diz que Israel e terroristas na Síria têm "interesses comuns"

Teerã, 18 mar (EFE).- A República Islâmica do Irã, aliada do regime de Damasco, denunciou neste sábado que Israel e os terroristas que atuam na Síria têm "interesses comuns", ao condenar os bombardeios israelenses de ontem em território sírio.

O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, pediu em comunicado à ONU que use os meios a seu alcance para evitar este tipo de bombardeios, que qualificou de "atos de violação da paz e da segurança".

Qasemi afirmou, além disso, que o fato de estes ataques ocorrerem em um momento no qual o regime sírio está ganhando terreno dos terroristas mostra que Israel tem "interesses comuns e posturas similares" com os extremistas.

Neste sentido, denunciou que "Tel Aviv está tentando impulsionar os terroristas takfiri (extremistas sunitas)-sionistas".

O Exército israelense informou ontem sobre o bombardeio de várias posições na Síria, e que dita ação foi respondida com o disparo de mísseis antiaéreos rumo a Israel.

Por sua vez, o exército sírio afirmou ter derrubado um avião de combate israelense dentro do "território ocupado", em referência às Colinas de Golã, embora este ponto tenha sido negado por Israel.

O Comando das Forças Armadas sírias acusou também Israel de "apoiar os grupos terroristas do Estado Islâmico em uma tentativa desesperada de levantar sua moral, abalada pelas vitórias do Exército árabe-sírio".

Durante os seis anos de guerra civil síria, ocasionalmente foi registrada a queda de projéteis procedentes de fogo perdido ou algum considerado proposital na zona das Colinas de Golã, cuja parte ocidental está ocupada por Israel desde 1967.

Israel não tomou parte oficialmente no conflito, mas costuma responder diretamente contra posições do Exército sírio de Bashar al-Assad, que é responsabilizado pela soberania no território fronteiriço.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos