Aviões israelenses voltam a bombardear território sírio, diz OSDH

Cairo, 19 mar (EFE).- Aviões israelenses bombardearam neste domingo um veículo que circulava pela estrada que liga a cidade de Khan Arnabah à capital síria, Damasco, na província de Al Quneitra, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A ONG explicou em comunicado que o bombardeio provocou danos no veículo e a morte do motorista, cuja identidade ainda é desconhecida.

O OSDH indicou que não conseguiu averiguar até o momento qual era o objetivo do ataque, e diferentes fontes asseguraram que foi perpetrado pela força aérea de Israel.

Na última sexta-feira, o exército israelense informou do bombardeio de várias posições na Síria, e que este país respondeu com o disparo de mísseis antiaéreos em direção a Israel.

No mesmo dia, o exército sírio afirmou ter derrubado um avião de combate israelense dentro do "território ocupado", em referência às Colinas de Golã, que Israel ocupou na Guerra dos Seis Dias, de 1967.

O Observatório disse que, nas últimas semanas, aviões israelenses sobrevoam de forma contínua as províncias de Rif Dimashq e Al Quneitra, o oeste da de Deraa e a região de Al Qalamoun, todas no sul da Síria.

Por sua vez, o ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, ameaçou neste domingo destruir os sistemas de defesa aéreos sírios se o incidente da última sexta-feira se repetir.

A imprensa local descreveu como algo "sem precedentes" o disparo de um míssil terra-ar desde a Síria, em resposta aos bombardeios de Israel, interceptado pelo sistema de defesa "Seta" e cujos fragmentos caíram na Jordânia.

"Nosso principal problema é o envio de armamento avançado da Síria para o Líbano. Por isso cada vez que identificarmos uma tentativa de contrabando, atuaremos para frustrá-la", argumentou Lieberman sobre as incursões que Israel costuma fazer no espaço aéreo sírio contra a milícia xiita libanesa do Hezbollah, que luta no lado governamental.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos