Pesquisa aponta que apoio à independência na Escócia é menor que em 2014

Londres, 19 mar (EFE).- O apoio à independência na Escócia é menor agora que em 2014, quando 55,3% dos participantes de um plebiscito optaram por continuar no Reino Unido, segundo uma pesquisa publicada neste domingo pelo jornal "The Sunday Times".

Agora 56% dos escoceses votariam por manter a estrutura do Estado, enquanto 44% se decidiria pela secessão - contra 44,7% em 2014 -, de acordo com a enquete elaborada pela empresa Panelbase a partir de 1.080 consultas.

A pesquisa foi realizada entre segunda e sexta-feira da semana passada, depois que a ministra principal escocesa, Nicola Sturgeon, anunciou sua intenção de promover um novo plebiscito entre o outono de 2018 e a primavera de 2019.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, rejeitou seu pedido, por considerar que este "não é o momento" de um novo plebiscito, ao que Sturgeon respondeu ontem, no congresso do Partido Nacionalista Escocês (SNP), que está disposta a negociar o calendário de uma futura consulta.

Segundo a pesquisa divulgada hoje, 32% dos indagados apoia a convocação de um plebiscito antes de dois anos, enquanto se negociam as condições de saída do Reino Unido da União Europeia (UE), e 18% respalda uma nova votação quando essa negociação tiver se completado, dentro de aproximadamente dois anos.

Por outro lado, 44% declarou que o próximo plebiscito deveria acontecer em um prazo de entre cinco e dez anos.

Em relação às intenções de voto em eleições gerais, o SNP continua à frente na Escócia, ao receber o respaldo de 47% dos consultados.

Em seguida, 28% deles optaria pelo Partido Conservador, 14% pelo Partido Trabalhista, e 4% pelo Partido Liberal-Democrata, enquanto o Partido Verde e o Partido pela Independência do Reino Unido (UKIP) receberiam ambos 3% dos votos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos