Ataque de grupo armado deixa 17 pessoas mortas na Nigéria

Abuja, 21 mar (EFE).- Pelo menos 17 pessoas morreram, a maioria mulheres e crianças, no ataque de um grupo armado em um mercado de Benue, no centro da Nigéria, informaram fontes do governo.

O ataque aconteceu nesta terça-feira em na cidade de Zaki Biam, confirmou à Agência Efe o assessor do governador de Benue, Tahav Agerzua, que condenou o assalto de homens ainda não identificados.

"Vi 14 vítimas do ataque no necrotério de um hospital, e um funcionário do Conselho local nos falou de outras três vítimas em outro hospital", disse Agerzua, depois de visitar o cenário do crime.

A rádio pública da Nigéria aumentou o número de mortos para 30, o que alarmou os moradores de uma região fundamentalmente agrícola.

Agerzua disse que um homem armado leal a um conhecido grupo de Benue era o principal suspeito deste ataque que tirou a vida de pelo menos 17 pessoas. No ano passado, o governo concedeu anistia ao suspeito, mas mais tarde ele violou as condições impostas, o que fez o Estado reivindicar seu retorno, conforme detalhou a imprensa local.

O presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, condenou os assassinatos e ordenou às agências de segurança uma investigação exaustiva para encontrar os culpados, disse seu porta-voz, Femi Adesina, em comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos