Francês Yves Meyer vence prêmio Abel, o "Nobel" da matemática

Copenhague, 21 mar (EFE).- O francês Yves Meyer foi agraciado nesta terça-feira em Oslo, na Noruega, com o prêmio Abel, considerado o "Nobel" da matemática, por seu "papel fundamental" no desenvolvimento da teoria de ondas pequenas.

A Academia Norueguesa das Ciências e Letras destacou em sua decisão que Meyer foi "um líder visionário" na evolução dessa ferramenta que permite decompor um objeto matemático ou imagem em componentes mais simples e se encontra na intersecção entre a matemática, a tecnologia da informação e a computação científica.

As análises da teoria de ondas pequenas foram aplicadas em muitos campos, desde a redução do ruído, ao diagnóstico médico por imagens, o cinema digital, a deconvolução das imagens do telescópio Hubble e a recente detecção das ondas gravitacionais previstas por Einstein a cargo do projeto LIGO.

Meyer, de 77 anos e vinculado à École Normale Supérieure Paris-Saclay, sucede no histórico do prêmio o britânico Andrew J. Wiles, agraciado no ano passado por sua demonstração do último teorema de Fermat, que desafiou os matemáticos durante mais de três séculos.

O matemático francês receberá o prêmio - dotado com 6 milhões de coroas norueguesas (US$ 715 mil) - das mãos do rei Harald V no dia 23 de maio em Oslo.

O prêmio Abel se denomina assim em homenagem ao matemático norueguês Niels Henrik Abel (1802-1829), e foi estabelecido pelo parlamento norueguês em 2002.

O Comitê Abel, composto por cinco matemáticos reconhecidos internacionalmente, é o encarregado de escolher o ganhador a cada ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos