Primeira morte é confirmada em ataque na ponte de Westminster

Londres, 22 mar (EFE).- Uma mulher morreu atropelada nesta quarta-feira no ataque terrorista realizado na ponte de Westminster, próxima ao parlamento britânico, em Londres, informaram fontes do serviço de emergência do Reino Unido.

Ao menos dez pessoas ficaram feridas no incidente da ponte, segundo testemunhas. Várias ambulâncias e paramédicos estão no local para atender as vítimas.

Segundo a imprensa local, um Hyundai cinza atropelou várias pessoas na ponte antes de seguir até o edifício do parlamento. Após jogar o veículo contra as grades que cercam o prédio, o motorista saiu do carro, esfaqueou um policial e, quando tentava atacar outro agente, foi baleado por outros membros das forças de segurança.

A Scotland Yard, o quartel-general da Polícia Metropolitana de Londres, informou que trata o incidente como um "atentado terrorista", que ocorreu pouco depois do fim da sessão semanal de perguntas à primeira-ministra, Theresa May, na Câmara dos Comuns.

As sessões parlamentares foram suspensas e ninguém pode sair ou entrar do parlamento, com a exceção de May, que foi retirada do prédio pelos agentes e levada a Downing Street, sua residência oficial, de onde supervisiona a operação.

"Uma ambulância aérea está atualmente atendendo no local para retirar as vítimas. Também há informações de mais incidentes violentos perto do Palácio de Westminster", explicou o líder da Câmara dos Comuns, David Lidington.

"Trata-se de um incidente terrorista até que saibamos o contrário", indicou a Polícia Metropolitana de Londres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos