Irã exige que EUA controlem ações de sua frota no Golfo após incidentes

Teerã, 26 mar (EFE).- As forças armadas do Irã exigiram que os Estados Unidos tenham "um maior controle e supervisão" de sua frota no Golfo Pérsico e responsabilizaram esse país por qualquer fato conflituoso nessas águas.

O porta-voz militar Massoud Yazayeri, citado neste domingo pelos veículos de comunicação iranianos, advertiu "mais uma vez que as forças armadas americanas devem mudar seu comportamento".

"Os americanos são culpados de qualquer tipo de distúrbios no Golfo Pérsico", ressaltou o porta-voz, que negou as acusações dos EUA de que o comportamento dos navios iranianos não é profissional.

Yazayeri se referiu a um incidente registrado este mês, quando uma embarcação de guerra americana que cruzava o Estreito de Ormuz saiu, segundo Teerã, da rota internacional e se aproximou cerca de 550 metros da frota iraniana.

As forças americanas denunciaram, por sua parte, que botes de ataque rápido iranianos se aproximaram de seus navios quando entravam em Ormuz, um estreito estratégico devido ao fato de que por ele transita uma parte importante do comércio de petróleo mundial.

Estes incidentes se emolduram em um aumento da tensão entre Teerã e Washington desde a chegada à Casa Branca de Donald Trump, que mostrou uma atitude claramente hostil com o Irã.

Na quinta-feira passada, um grupo de congressistas republicanos e democratas dos Estados Unidos apresentou um projeto de lei para impor sanções ao Irã por seu programa de mísseis balísticos.

No último mês janeiro, Washington já impôs sanções a 13 indivíduos e 12 entidades iranianas depois que Teerã testou um míssil balístico de médio alcance.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos